sexta-feira, 28 de outubro de 2016

PROGRAMA PARA O FERIADO

A moça não resistiu e comentou em voz alta:
“Uma viagem no tempo! Gostaria tanto de ficar, mas a minha hora do almoço está acabando...” O desabafo foi na penúltima sala da exposição J. CARLOS EM REVISTA, no Centro Cultural Correios (Avenida São João, s/n, no Vale do Anhangabaú). Para quem não sabe J. Carlos é como o carioca José Carlos de Brito Cunha (1894-1950) assina sua obra, que abrange a caricatura, publicidade, crônica e designer.
A jovem tinha razão. É difícil dar por encerrada a visita. A beleza do traço e a criatividade com que o artista aborda os temas nas revistas em que trabalhou – “Para Todos”, “O Malho”, “Fon-Fon” e “O Cruzeiro” – proporcionam momentos de muito prazer. Lá estão as mais delicadas melindrosas que encantaram o Rio de Janeiro nos anos de 1920, na praia, no baile, namorando ou simplesmente deixando os garotos da época de boca aberta; porém, merecem um olhar especial as capas da revista “Para Todos” do Carnaval de 1926: J. Carlos criou uma história em quatro capítulos de pierrô, colombina e arlequim para cada dia de folia.
Na edição de 14 de maio de 1927, por exemplo, fez um alerta para os perigos do momento: a China, o perigo amarelo; a Menina, o perigo cor-de-rosa; a Cocaína, o perigo branco e Josephine (Baker), o perigo preto.
Melhor mesmo ir até o Centro Cultural Correios. Estação São Bento do metrô, saída Anhangabaú. De terça a domingo, das 11 às 17 horas. Entrada franca.