sábado, 10 de dezembro de 2016

DIA DO PALHAÇO


"Como vai, como vai, como vai?
Como vai, como vai, vai, vai?
 Eu vou bem, muito bem, bem, bem!"    

        E com este refrão começava mais um espetáculo do Cirquinho do Arrelia (Waldemar Seyssel), nas tardes de domingo na TV Record entre 1955 e 1966. Por que a lembrança? Hoje é o Dia Nacional do Palhaço e Arrelia foi o mais adorável palhaço que vi e tive o grande prazer de entrevistá-lo quando já se aposentara dos picadeiros. Era um palhaço elegante, bem educado e sempre gentil. Não inspiraria jamais coultrofobia (medo de palhaço) nas crianças. O parceiro de Arrelia era Pimentinha (Walter Seyssel – 1926/1992), que era também sobrinho dele. Abelardo Pinto (1897-1973) é o nome de um dos mais famosos palhaços brasileiros – o Piolin. A data de seu nascimento, – 27 de março –, foi escolhida para comemorar o Dia do Circo no Brasil. Outro grande palhaço foi Carequinha, nome artístico de George Savalla Gomes (1915-2006). Ele comandou o primeiro programa circense de televisão no Brasil (TV Tupi). Gravou dois discos famosos – “O bom menino” (não faz xixi na cama) e “Parabéns! Parabéns!”.

* Há vários personagens de séries americanas de TV que sofrem de coulrofobia: Kramer (Seinfeld), Booth (Bones) e Sam Hanna (NCSI Los Angeles). Os dicionários Houaiss e Michaelis não registram a palavra, que a Wikipédia define como termo psiquiátrico usado para aqueles que têm medo de palhaços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário