sábado, 25 de fevereiro de 2017

CARNAVAL
MAMÃE EU QUERO

As novas gerações, provavelmente, não sabem quem foi Maurice Chevalier (1888-1972), mas na primeira metade do século passado, brilhava no mundo dos espetáculos tanto como ator como cantor de músicas leves, bem humoradas, ou seja, era um cançonetista. Parisiense, trabalhou em vários países, mas consolidou a carreira nos Estados Unidos. Ele é o velhinho adorável de “Gigi” (1958), que estrelou com Audrey Hepburn e Louis Jourdan; em 1960 contracenou também com Frank Sinatra em “Can-can” (Walter Lang) que tem trilha sonora de Cole Porter. Estava no elenco de “Folies Bergère de Paris(Roy Del Ruth), que em 1935 levou o Oscar de Melhor Coreografia.
Esse senhor gravou um dos maiores sucessos do carnaval brasileiro: “Mamãe eu quero”. A música é de Jararaca (José Luís Rodrigues Calazans – 1896-1977 ) e Vicente Paiva (1908-1964) para o carnaval de 1937. A versão de Battaille/Henri ganhou o título de “La Chupetta”. Na verdade, a marchinha foi um sucesso mundial. Jararaca gravou a música em 1937, depois outros grandes nomes da música brasileira a gravaram. A marchinha foi levada para os Estados Unidos em 1939 pelo integrante de uma orquestra americana que se apresentava no Cassino da Urca e só em 1941 foi gravada por Carmen Miranda, que lhe deu interpretação única. Nos Estados Unidos, a gravação das ANDREWS SISTERS (LaVerne Sophie (1911-1967), Maxene Angelyn (1916-1995) e  Patricia Marie (1918-2013) é muito superior a de Bing Crosby (1903-1977), que dá vontade de dormir.

Na Internet, é possível ouvir os quatro, mas Carmen Miranda – maravilhosa – está fora de qualquer comparação. 

https://www.vagalume.com.br/maurice-chevalier/la-choupetta.html  



https://www.youtube.com/watch?v=Kpax-wloBl8  




2 comentários: