quinta-feira, 30 de março de 2017

FUNDO DO BAÚ
De vez em quando é preciso limpar o baú para abrir espaço para novos guardados. Aquelas preciosidades que se acredita que são únicas, não devem ou não podem ser esquecidas e desejamos reler ou rever algum dia... Entretanto, atualmente, quase tudo está disponível na Internet e muita coisa pode ter um destino novo – doação ou descarte. A avaliação tem que ser criteriosa para evitar arrependimentos futuros.
Assim, vou tirando quatro exemplares da revista “Correio da UNESCO” (1975,1982, 1983 e 1988), com artigos sobre o mundo dos ciganos modernos, guerra e paz, e o Egito dos faraós. Elas têm lugar garantido, embora o Correio da UNESCO desde 2006 esteja disponível on line nas seis línguas oficiais da ONU – árabe, chinês, inglês, francês, russo e espanhol – e também em português.
Há um solitário exemplar da revista O CRUZEIRO de 13 de janeiro de 1945. Nem pensar em me desfazer dele. Vale para a Manchete de 23 de agosto de 1952 cuja manchete é “A luta secreta pela sucessão”, com foto de Vargas fumando seu charuto. Entretanto, paira dúvida sobre encarte com os 25 CONTOS ERÓTICOS, escritos por 25 mulheres premiadas no concurso nacional promovido pela revista STATUS em 1980. Lembro que são histórias apenas razoáveis.
É a vez de duas edições comemorativas da revista LIFE, criada em 1936: a que marca os 50 anos da publicação e a do 60º aniversário – esta com uma capa belíssima com um mosaico de fotos das capas da revista ao longo do tempo. É um prazer folhear a edição de 1996 que traz um resumo da história do século XX em imagens fortes e inesquecíveis. Uma preciosidade em matéria de jornalismo. Ficam.
Uma revista PHOTO. Destacam-se “Marilyn Monroe: les grandes photos d’une vie” e as primeiras fotos coloridas dos irmãos Lumière, feitas entre 1906 e 1910. Cartier Bresson (1908-2004) também está na edição. Mantida. Há também uma NEWSWEEK comemorando (?) os 50 anos de Bond – James Bond. Apesar de fã da série de Ian Fleming (1908-1964), o motivo da aquisição da revista foi mesmo o artigo que o historiador inglês Simon Schama escreveu sobre a obra do conterrâneo. Há também uma edição da L’ EXPRESS INTERNATIONAL com reportagem sobre Jean Moulin (1899-1943) – o controverso líder da resistência francesa durante a II Guerra. Todas com lugar garantido no baú.
Há dúvida quanto ao destino da edição de lançamento da DISCOvERY MAGAZINE (agosto de 2004), que ao folhear revela várias matérias interessantes, assim como o exemplar da SCIENTIFIC AMERICAN Brasil (2015) – não atino o motivo da compra. Precisa de uma avaliação mais demorada, mas já vislumbrei um tema que me interessou no início deste ano.
Enfim, o que será descartado? Com certeza os pacotes de folha A4 e outros papéis especiais porque não imprimo mais nada por questão de economia; uma coletânea de mapas (Brasil, Estado de São Paulo, RM de São Paulo e Santos) – encartes de QUATRO RODAS, talvez. Ficarão apenas quatro – um de cada lugar. Vai embora também o ATLAS National Geographic – Europa II, da ABRIL, cujo miolo é Brasil. Algum terremoto na gráfica. Como tenho outro melhor ele será doado. Aliás, não sei o motivo da compra, pois não tenho Europa I.

Ah! Enfim, espaço para outros achados... Hora de reorganizar o baú.