quinta-feira, 15 de setembro de 2016

MERCADO DE PINHEIROS

Nos últimos anos o Largo da Batata mudou muito. O nome popular tem origem na época em que comerciantes do interior vinham para São Paulo vender seus produtos no Mercado de Pinheiros, conhecido popularmente como “mercado dos caipiras”. Muitos preferiam expor os produtos na área próxima e daí logo surgiu o “largo da batata”. Naqueles tempos, o mercado de Pinheiros era na área em que hoje se esparrama a Avenida Faria Lima e foi inaugurado em 10 de agosto de 1910.
Com a expansão do bairro, o mercado foi transferido para novo endereço (Rua Pedro Cristi, 89) e começou a funcionar em 1º de março de 1971 e em 2006 sofreu uma reforma. O prédio atual simples, com arquitetura funcional, tem dois andares que abrigam 39 boxes, onde se encontram instalados empório, mercearia, quitanda, laticínios, açougue, peixaria, avícola e floricultura. Uma curiosidade: duas casas comercializam aves vivas (galinhas, faisões, patos, perus) além de porquinhos-da-índia e coelhos. Há também restaurantes (um de comida peruana) e lanchonetes – bastante disputados na hora do almoço, e um estacionamento gratuito com 60 vagas.

O Mercado funciona de segunda a sábado das 8 às 18 horas. Próximo da Estação Faria Lima do Metrô – Linha Amarela.
E por falar em mercado...
“Obra de arte” na calçada da Estação Paraíso do metrô. Um horror.